janeiro

  • um: vitória me ligou bem na hora e leu uma carta - que eu vou ter em mãos em breve, espero - e é óbvio que eu chorei porque eu amo aquela garota e tudo o que ela diz e faz // passei um bom tempo escutando o álbum garimpo pois muito bom // só dormi quando terminei a temporada de sense8 // assisti toda a primeira de orphan black // o nik e eu combinamos de lançar e cumprir um desafio todo o mês do ano e, aparentemente, meu primeiro é ficar bêbada e gravar um vídeo
  • dois: mais um dia e mais uma temporada de orphan black concluída, eu tô viciada real oficial // eu e o nik estipulamos como meta de vida nos vermos um dia
  • três: passei boa parte da madrugada falando com vitória sobre como vamos criar nossos filhos, tudo depois de mostrar pra ela essa lista // a playlist femme fatale é muito boa, socorro // fernanda veio aqui em casa porque a gente combinou de fazer um journal pra ela, ou seja: passamos a tarde toda dobrando folhas, nos sujando de tinta e cola, escutando ana gabriela e comendo cookies // depois de uma conversa com vitória eu percebi que eu não sou boa o suficiente pra ela, o que me fez "desabafar" pra beezz e foi a primeira vez que eu fiz isso, talvez tenha sido bom // falei pra thiago que o acho interessante mas ele tem receio de mostrar isso pras pessoas e ele pediu ajuda pra mudar
  • quatro: finalmente escrevi alguma coisa // tava quase dormindo e várias mensagens chegaram, o que me fez pensar que era vitória depois de mais um pesadelo mas era só thiago, então a gente conversou até o sono bater // tinha que ir até a uni mas não fui por motivos de preguiça // TERCEIRA TEMPORADA DE ORPHAN BLACK, VIADO // percebi que tô chateada com uma infinidade de coisas, uma delas é que eu sinto tanta falta dela e a gente mal tá se falando agora. dói
  • cinco: tive que ir até à faculdade ver se resolvia as paradas do reuni // mais orphan blak, muito boa, socorro // passei um tempão no twitter matando o tempo até que resolvi estudar teoria e acabei dormindo // o nik tava bêbado com duas amigas e me ligou, a gente só falou um pouco e deixou uma amiga na ligação comigo, ela falou coisas do tipo "você é tão linda, não deixe ninguém te rebaixar", pediu pra gente falar depois e começou a chorar, eu fiquei WTF
  • seis: vitória me ligou e começou a perguntar se eu tava bem, dormindo quantas horas por dia e de repente soltou um "por que você se queima ao invés de confiar em mim?", eu fiquei sem reação. droga. isso é uma merda. // assisti os três episódios restantes da season4 de orphan black AAAAAAAA // uni novamente // comecei a ver skam e pude assistir dois eps com o nik, terminei a primeira temporada. queria ser como a noora // horas fazendo os testes do pottermore. alguém me leva
  • sete: queria ter acordado cedo, mas não rolou. meu dia atrasou por causa disso // vários nadas // comecei a ler a extraordinária garota chamada estrela. muito amorzinho // eu deveria estudar, né? pois é, deveria // comecei westworld e combinei com vitória de ver friends
  • oito: 10 MESES AAAAAAAAA // vitória aprendeu a contar os meses do ano certinho e eu pensei que ela tava zoando mas nãooo, ela realmente não sabia e ficou tão feliz. eu tenho a namorada mais adorável do mundo // só consegui dormir depois das 4 da manhã. triste // li um pouquinho de a extraordinária garota chamada estrela e MANO, tô muito apaixonada pela história, tô até lendo devagar pra não acabar logo // estudei DE VERDADE teoria da literatura e a sensação de dever cumprido depois é recompensadora // vitória começou black mirror e eu ainda tô em westworld mas MUITO BOA
  • nove: terminei a extraordinária garota chamada estrela // pra começar, eu nem dormi direito. uma hora é o suficiente ??? // dia estressante do caralho. resolver coisas de banco é um saco. só dá dor de cabeça essa merda // não fiz absolutamente nada de bom
  • dez: doente como o inferno. tudo dói, tudo queima. eu só quero ficar deitadinha no meu canto, mas minha mãe não entende e quer que eu vá resolver logo as coisas da universidade // tentei assisti westworld, mas acabei dormindo. ugh // minha mãe quer que eu volte pra casa com ela, MAS EU NÃO QUERO, EU NÃO POSSO, é uma merda ter que olhar pra ela e lembrar de "será que seu pai vai pensar que eu te apoio?" não vai, porque você não faz isso e nunca vai fazer. é uma merda conviver com os dois e pensar o tempo todo que eu preciso de dinheiro pra me virar sozinha e não morrer de fome, porque quando eu falar "sou lésbica" eles não terão mais nenhuma responsabilidade comigo // a beezz me comparou ao sam winchester porque eu não conto nada pra ela dhfjd // talvez eu veja minha namorada dia 18??? por favor @deus
  • onze: no final das contas, eu só precisava dormir direito. passei de péssima, quero morrer pra ótima, 10/10 // percebi que em 17 anos de vida eu não assisti quase nada, li quase nada, aprendi quase nada, vivi quase nada. o que eu fiz afinal? // terminei westworld e cara, CARA C A R A !!!!!!!!!!!!11111!! como viver depois dessa série google pesquisar // comecei black mirror e tô loka procurando metáforas e críticas em todos os episódios
  • doze: tive que ir até a uni novamente. espero dar um jeito logo nisso, porque eu não aguento mais // assisti skam // comecei com amor, a garota chamada estrela // parece que meu irmão vai mesmo adotar um cachorro // beezz me falou que tava em um momento de crise com a família, então eu dei toda uma série de conselhos/discurso motivacional que espero ter ajudado. eu me senti realmente bem depois de fazer isso
  • treze: finalmente dormi antes das 4 e acordei depois das 10 // assisti a segunda temporada de black mirror // comi alguma coisa decente // assisti 1 ep de skam enquanto esperava por vitória e aí a gente começou friends. desde quando eu sou a maluca das séries???
  • quatorze: muito bom morar sozinha, mas ter que cuidar de tudo é um saco // assisti skam e tal // me despedi do laranjinha do cabelo que adquiri recentemente e agora ele tá verde. era pra ser azul, mas é o que temos por enquanto
  • quinze: jorge, joão e eu maratonamos desventuras em série na madrugada e eu estava tão tão tão sonolenta, mas foi só pararmos pra dormir que meu sono passou e eu passei um tempão olhando pro teto e lendo fanfic. problema pra dormir é uma merda // passei a tarde assistindo skam e friends (tive que assistir o mesmo ep de friends três vezes porque eu tava dormindo durante // finalmente terminei a quinta temp de new girl. sim, ultimamente minha vida se resume a séries, é horrível, eu sei
  • dezesseis: finalmente estudei alguma coisa // li um pouco // tive uma crise existencial por causa do aniversário de nadaedja. tô começando a amizade agora, eu tinha que ir, né? mas eu não queria ver gente, não queria me sentir péssima (mais do que eu já me sinto) no final da noite, então eu não fui, mas me senti culpada. esse é um dos problemas da ansiedade: se você faz você se sente uma merda, se não faz, também // eu tô frustrada comigo mesma. vai se foder
  • dezessete: mais um dia em que estudei decentemente (na medida do possível) // li the guardian. ESSA FIC É MUITO BOA, CARALHO, TÔ VICIADA !!!!!! // li um pouco de com amor, a garota chamada estrela...
  • dezoito: eu literalmente entrei em crise, do tipo gritar, chorar e me machucar, porque o cachorro que meu irmão adotou não fazia silêncio e eu não conseguiria estudar daquele jeito, aí passei horas pra me acalmar de verdade. que saco. e é óbvio que esse não foi o único motivo, foi só a ponta do iceberg. eu preciso aprender a ter controle // como eu não consegui estudar, fui ler the guardian aaaaa
  • dezenove: eu realmente virei a madrugada lendo fanfic. a que ponto chegamos? // eu sempre durmo melhor pela manhã, impressionante. pena que esse horário coincide justamente com a faculdade. ugh // passei a tarde estudando teoria literária e é MARAVILHOSO FANTÁSTICO INCRÍVEL, até esqueci de comer q // meu irmão é tão irritante, eu juro por deus // friends com a namoradinha à distância mesmo, a gente sempre dá um jeito
  • vinte: terminei the guardian na madrugs mais uma vez // assisti uns videozinhos tipo nerdologia até pegar no sono // A RELAÇÃO ENTRE DIREITO E LITERATURA É MASSA DMSSSSS // se tá difícil pra você, imagina pra mim que briguei com a namorada por causa de semiótica
  • vinte e um: feminist as fuck
  • vinte e dois: passei a madrugada falando com vitória, a gente foi dormir tipo umas 5 dfjhgjhf // fiz vários nadas // estudei um pouco etc
  • vinte e três: passei a madrugada escrevendo. consegui só um cap curtinho, porém melhor que nada né moress // assisti friends
  • vinte e quatro: tive que ir pra casa dos meus pais. ugh // passei o dia dormindo porque não consegui fazer isso durante a madrugada // nada de bom
  • vinte e cinco: terminar a leitura de com amor, a garota chamada estrela me forneceu uma sensação maravilhosa. planejar o futuro é importante, mas devemos construir e nos satisfazer com o HOJE. seus pais provavelmente vão reagir mal quando você assumir sua sexualidade, mas hoje a "bomba" ainda não explodiu. você precisa se formar e construir uma ótima carreira, mas deve estudar principalmente pelo que vai aprender hoje. você deve fazer coisas mais pela satisfação de ter um dia produtivo do que por uma semana ou mês produtivo, coisa que certamente acabará acontecendo. dias fantásticos constroem semanas, meses e anos fantásticos. um hoje fantástico constrói um futuro fantástico. // eu deveria estudar, DEVERIA // terminei as pessoas parecem flores finalmente. BUKOWSKI EU TE AMO
  • vinte e seis: TÁ CHOVENDO FINALMENTE, EU QUASE CHORO DE EMOÇÃO // madrugada lendo a fanfic amor e outras drogas. as histórias da natália são viciantes. quem se importa que eu não dormi de novo? // VOLTANDO PRA CASA FINALMENTE, OBRIGADA A TODOS OS ENVOLVIDOS
  • vinte e sete: um dia perdido. eu praticamente não existi
  • vinte e oito: dormi mtttt, mds // assisti passengers com jorge e joão // saímos e tal, ver uma apresentação de dança contemporânea (bem loka auhsaus). eu só fui, basicamente, por causa de gil, mas ela mal apareceu. poderia ter sido melhor, bebi só uma heinekenzinha pra não ser uma noite perdida
  • vinte e nove: tentei ter um dia produtivo, mas não deu muito certo // finalmente tô com o cabelo azul // os pais da vitória estão se separando e apesar de ela falar que é meio que um alívio, não deve estar sendo fácil. eu queria ajudar, mas não consigo
  • trinta: primeiro dia de aula, quero morrê // é ruim pra caralho ter que morar com alguém irresponsável, pqp // a pessoa que tem 75 páginas de literatura portuguesa pra ler e estudar sobre consoantes em 3 livros diferentes, tudo isso pra amanhã, e deixa tudo pra última hora, eu mesma // VI MINHA NAMORADA DEPOIS DE DOIS FODENDO MESES, PORRA. ELA É TÃO LINDA E EU NÃO CONSIGO PARAR DE BEIJAR ELA E ABRAÇAR E CHEIRAR, MEU DEUS O QUE ESSA MENINA FEZ COMIGO???
  • trinta e um: tive que acordar às 3 pra estudar e não consegui ler tudo, mas não importou muita coisa porque eu sou desgraçada da cabeça e nem participo da aula, aliás que aula bosta, o professor é massa demais, mas as pessoas da minha sala são umas fudidas // aproveitei que voltei cedo pra casa e dormi pois mereço // a pessoa que precisa ler mais de 80 páginas e fazer observações pra amanhã e deixa tudo pra última hora, eu mesma. EU ME ODEIO TANTO, SÉRIO, UM RANÇO ENORME DE MIM MESMA // vi a amorzinha de novo. que semana abençoada

fevereiro

  • um: não tive aula // aproveitei pra descansar e organizar meu mês // fiz vários nadas o dia todo // assisti 2 eps de new girl // eu amo minha namorada real oficial
  • dois: não tive as duas últimas aulas, o que resultou em beber vinho barato com dois amigos dentro da universidade. sim. na universidade // ruim de beber durante a semana é o sono que vem depois e que causa desperdício de tempo, mas segue normal // procrastinei // três textos que não li, mas deveria. eu me odeio // namoradinha e um sexo maravilhoso
  • três: li as fics tudo sim, senhor // a beezz vai se mudar e como eu tô? triste. mas fiquei sabendo depois (na verdade, meio que ajudei pra isso) que talvez não aconteça // EU JÁ FALEI QUE AMO MINHA NAMORADA? dsclp
  • quatro: tive que dar um jeito nessa casa que é uma bagunça + roupas. morar (quase sozinha) é difícil, mas muito bom não ter que aguentar ordens o tempo todo // estudei teoria da literatura. gênero dramático. PROVA SEGUNDA, PORRA // fiz minha problematização diária sobre feminismo etc // estudei fonética e fonologia
  • cinco: comecei a madrugada terminando resumo de fonética // tive uma conversa maravilhosa sobre identidade de gênero e feminismo radical com a minha namorada. é bom ver ela se interessando sobre esses assuntos // quase não consegui dormir por causa da minha ansiedade atacada e um medo irracional que eu tive de repente, mas depois foi de boas // parece que finalmente tô começando a me alimentar decentemente. será? // é engraçado como eu vivo dando desculpas pra não fazer o que eu gosto/preciso. na verdade, não é engraçado. é preocupante. é uma merda, desculpa // MUITA teoria da literatura, socorro
  • seis: aquela vontade de morrer logo cedo // a prova até que foi de boas. diferente do esperado, mas ok, é sempre assim. foi de dupla e por isso fiquei mais confiante, sem falar que tive sorte em fazer com um sagita // AI MISERICÓRDIA, QUE CÓLICA É ESSA? sério, nunca senti essa desgraça forte desse jeito, mas fazer o quê, né? vi todas as performances do 5h no the x factor pra esquecer da dor mas meu coração sofreu // vários nadas // fiz a análise pra aula de literatura portuguesa etc
  • sete: eu tô muito apaixonada pela ana muller, pqp // a beezz finalmente foi pra uni, AAAA // acho que só ??
  • oito: 11 MESES, CARALHO, COMO ELA ME AGUENTOU DURANTE TODO ESSE TEMPO? FICA AÍ O QUESTIONAMENTO // aula de linguística meio bosta, fazer o quê se peguei ranço do professor? aquele embuste // levemente constrangida com meus amigos dfjkd // a cada dia eu me identifico mais com o feminismo radical
  • nove: aula de teoria II ótima como sempre // reunião do movimento estudantil e a ideia maravilhosa de sidney. VAMO MELHORAR ESSA UNI, PORRA!!!! // lendo umas coisinhas, pegando uns links e procrastinando
  • dez: acordei atrasada, scrr // primeiro beck da minha vida // dormi a tarde toda, que que tá acontecendo? // chorei até desidratar porque minha namorada tá mal. eu não acredito que ela chegou no ponto de querer acabar com tudo. o pior disso é que eu pensei que ela tava bem, merda, e eu não sei o que fazer, não sei como ajudar. eu me sinto feito merda
  • onze: deveria ter acordado cedo, mas DORMI DEMAIS, como em todos os fins de semana. que saco // fui pra reunião do movimento estudantil fazer papel de trouxa, porque não teve e ninguém teve a consideração de me avisar. bando de pau no cu // li o capítulo final de wonderfall e atualizei outras ficzinhas // tentei estudar mas tô com uma ansiedade fodida. resolvi organizar umas coisinhas porque isso me acalma // desenhei um pouquinho e se pa gostei do resultado
  • doze: acordei tarde mas ainda assim mais cedo que os outros dias // detesto lavar roupa, socorro // fiz merda como sempre e deixei minha namorada mal. eu tenho que aprender a me expressar melhor, caramba // fonética é um troço muito esquisito, socorro
  • treze: desmotivada // tentei estudar etc // à noite saí com meu irmão, fernanda e os pais dela, jorge e a minha namorada. no começo tava dando tudo certo, eu realmente precisava sair e beber um pouco, mas meu irmão estragou tudo: brigou comigo na frente de todos do bar porque tava bêbado, eu me senti exposta e humilhada. pelo menos vitória já tinha ido embora // conversei com meu irmão e tal, eu espero que a ressaca moral dele seja péssima
  • quatorze: comecei o dia discutindo com a minha namorada porque ela descobriu que eu fumo. ótimo. é merda atrás de merda agora. a gente conseguiu se resolver // meu dia foi um borrão: não lembro de quase nada (exceto isabel tentando puxar assunto comigo) e dormi a tarde toda. fernanda tava aqui mas isso não significa coisa alguma
  • quinze: victor, rafaela e eu decidimos beber e fumar durante o tempo das suas últimas aulas. é bom chapar pra esquecer // minha mãe e uma prima estavam na minha casa quando cheguei, mas ninguém desconfiou. jorge viu uns cigarros mas tô foda-se pra ele // fiquei falando pra minha namorada umas coisas que gosto nela, o porquê de ela não poder desistir. merda, eu preciso que ela fique bem
  • dezesseis: acordei às 4 da manhã com várias mensagens da minha namorada. ela descobriu que eu fumei no dia anterior e isso a machucou tanto. eu só faço merda, é impressionante. logo agora que ela tá passando por tanta coisa com a família dela. eu não posso mais // turma da facul viajou pra uma cidadezinha onde tem umas pinturas rupestres etc. poderia ter sido melhor, mas foi bom // na volta hans, victor, rafaela e eu fomos pra residência masculina com sidney e os colegas de quarto dele chapar um pouco. foi massa conversar tantas aleatoriedades e curtir uma vibe // eu tinha marcado de conversar com vitória à noite e puta merda... eu pensei que não ia ser como foi. ela sentiu o cheiro de cigarro na minha mão e terminou comigo no mood tirar a aliança, eu pedi pra ela ficar mais um pouco e eu pensei que a gente ia se resolver mas ela terminou comigo de novo no mood jogar a aliança em mim, eu não lembro exatamente o que eu falei (ainda tava chapada, eu sei, sou péssima) mas ela resolveu ficar comigo, foi aí que eu percebi que eu não posso mais continuar com isso, porque eu só faço merda e ela perdoa, quando vocalizei tudo isso ela decidiu que ia acabar com a vida dela. mano, tem noção??? eu sei que isso não foi uma chantagem porque ela tá tão cansada de tudo e se odeia tanto, eu sou a única pessoa que a faz ver algo de bom em si mesma. então ainda estamos namorando, mas só por enquanto, quando ela ficar bem e superar todas essas porras, eu vou terminar. foi tão difícil a ver indo pra casa, fiquei com medo de ser a última vez
  • dezessete: meu dia foi um borrão, eu não consegui prestar atenção na aula, só queria voltar pra minha cama e dormir. nem em comer eu tava pensando, e já fazia tanto tempo da última vez que eu fiz isso // vi minha namorada e dessa vez foi algo pacífico. mas não posso dizer que tá tudo bem
  • dezoito: a única coisa que fiz foi ler as vantagens de ser invisível e dormir muito // antes de dormir tive uma sensação muito foda de irrealidade
  • dezenove: terminei as vantagens de ser invisível e não sei descrever a sensação. eu me identifico muito com o charlie, mas ele passou por cada coisa que eu não aguentaria. inclusive, montei a playlist aquele inverno // procrastinei a tarde toda, mas finalmente consegui fazer a resenha de fonética e fonologia
  • vinte:
  • vinte e um:
  • vinte e dois:
  • vinte e três: quase não fui pra aula hoje, mas acabei indo e acabou compensando pois só assisti as duas aulas de teoria da literatura e depois hans, rafaela e eu chapamos razoavelmente e hans tocou umas músicas daora no violão // fui pra uma reunião do movimento estudantil e CARALHO, EU CONSEGUI INTERAGIR, PORRA!!!! // fui pra uma reunião do coletivo feminista que as minas da uni estão desenvolvendo e até que foi massa, mas não gostei da visão distorcida que algumas têm sobre o radfem // essa situação com vitória tá me corroendo // uma stella pra relaxar

março

  • seis: eu tenho que atualizar essa merda
  • oito: um ano de namoro PORRA, ela veio aqui e a gente passou horas olhando uma pra outra, beijando e falando besteiras, eu amo ela dmsss
  • nove: mal humor do cacete // minha namorada veio aqui, mas demorou coisa de 1 min, só pra entregar o presente de um ano: um caderninho no qual eu tenho que escrever todos os dias, mas eu mudei a premissa e vai ser um journalzinho sobre nosso ano juntas
  • quinze: sem aula por causa da paralisação nacional // terminei para todos os garotos que já amei // minha mãe quase descobriu que eu tô fumando // falei pra minha mãe sobre minha namorada e a quantidade de merdas que eu tive que escutar não pode ser medida, sério // febre e dor de cabeça // terminei p.s. ainda amo você
  • dezesseis: sono desgraçado na aula de teoria // tentei assistir vikings, mas não deu // mais merdas vindas da minha mãe porém sigo plena (e interiormente com raiva) // eu deveria estudar pra prova de amanhã mas nem rola // eu preciso levar minha vida acadêmica mais a sério // eu preciso de um emprego (trabalhar numa livraria, seria meu sonho?)
  • vinte e um: aparentemente minha mãe falou pro meu pai sobre eu ser lésbica, mas ela não me contou nada aaaaa
  • vinte e dois: ela realmente falou e a única coisa que ele disse foi "é questão de gosto, não posso fazer nada". isso é irreal demais, eu esperava uma reação totalmente diferente, caralho // preciso entrar mais aqui. NOVAMENTE tô parando de fazer coisas que me fazem bem, merda // preciso estudar
jan 4 2017 ∞
mar 22 2017 +
user picture Danielle Soares : OMG que inveja dessa lista. Eu preciso de algo assim! O jeito que você escreve ... ❤ jan 18 2017
user picture m e i: hahahsaha, não acreditou que você leu isso, que vergonha o.o mas faz sim, é bom documentar (nem que seja de forma rápida) os dias (principalmente pra quem tem problemas em lembrar de tudo aka eu) jan 19 2017
user picture Amanda: Também adorei o jeito que você escreve, haha. Não ia ligar se você me mandasse o capítulo que escreveu, sabe.. ^_^' jan 26 2017
user picture m e i: obrigada fghfhgjfh nem acredito que estou dizendo isso, mas... se quiser mesmo ler, me fala onde eu posso te mandar jan 29 2017
user picture Amanda: Eba!! Se puder, mande no meu email: amandagdesouza@hotmail.com
user picture m e i: eu esqueci de entrar aqui dhfdjhf, mas acabei de enviar c: jan 31 2017
user picture Amanda: Não tem problema! Já respondi. ☻
user picture Bárbara: " é engraçado como eu vivo dando desculpas pra não fazer o que eu gosto/preciso. na verdade, não é engraçado. é preocupante. é uma merda, desculpa" ME ABRAÇA!! Also : aprendendo sobre feminismo radical e tô adorando. P.S.: sua namorada parece ser uma fofa <3 feb 9 2017
user picture m e i: ABRAÇO!! eu não sei como mudar isso, vamos nos ajudar jdhfjdhf. radfem é um negócio maravilhoso, só de pensar que há um mês eu torcia o nariz pra isso, sinceramente... vergonha de mim mesma. p.s. ela é ❤