• dar um nome que signifique algo bonito (Aurora, Céu, Jaya, Arthur, Benjamim).
  • durante a gravidez, desenhar e escrever versos que representem as sensações, para que um dia ele/a leia.
  • fazer o chá de bênçãos durante a gestação, com as bruxas-madrinhas do Sagrada Lua, e com direito a fogueiras e tambores.
  • ter o parto em casa (ou numa Casa de Parto), com o clima mais acolhedor possível.
  • desenhá-lo/a ainda recém-nascido/a.
  • inserir alimentação vegetariana.
  • cantar e tocar para ele/a, durante a gravidez e quando nascer.
  • fotografar o dia-a-dia dele/a, especialmente nos primeiros anos.
  • conversas sobre a natureza e sua sacralidade.
  • plantaremos e cuidaremos de um jardim juntos.
  • tomaremos um banho de chuva.
  • incentivar o contato com a terra.
  • deixar que se expresse do seu próprio modo e tentar compreender suas particularidades para acompanhá-lo/a bem.
  • acamparemos juntos.
  • teremos um livro de receitas nosso e tentaremos fazer juntos todas elas.
  • incentivar a arte (desenho, pintura, música, dança...) e a leitura.
  • faremos casinhas de cobertor.
  • brincaremos, leremos e cantaremos juntos.
  • fotografaremos as nuvens juntos.
  • faremos brinquedos juntos.
  • observaremos a lua, o nascer e pôr-do-sol sempre que possível.
  • contar histórias antes de dormir.
  • criaremos histórias juntos.
  • fazer roupas para ele/a.
  • observar o céu e ensinar sobre as estrelas.
  • educar de forma não agressiva, com afeto, sempre ouvindo o que ele/a tem a dizer e explicando tudo o que for possível.
  • quando tiver idade o suficiente, deixar que durma na casa de amigos/as e primos/as e deixar que estes nos visitem sempre que possível.
  • acompanhar seu desenvolvimento na escola, ouvindo suas queixas e observando sua aprendizagem.
  • estar sempre presente, mas deixar que ele/a tenha seu próprio espaço, sem sufocá-lo/a.
  • ensiná-lo/a respeitar a diversidade.
  • falar sobre espiritualidade, sem forçá-lo/a a nada.
  • falar sobre sexo e sexualidade quando tiver idade o suficiente.
  • se for menina, quando chegar a menarca, faremos (se ela quiser) um ritual de passagem, doando o primeiro sangue à terra.
  • ensinar sobre os sagrados feminino e masculino.
  • meditaremos juntos, se ele/a se sentir à vontade.
  • se ele/a quiser, me acompanhará nas sessões de ayahuasca (deixar que comungue se algum dia ele/a quiser).
  • permitir-me aprender com ele/a.
jan 1 2016 ∞
may 18 2017 +
user picture Ronan Cardoso: <3 jan 1 2016
user picture Felipe: que lista mais amorzinho <3 jan 11 2017
user picture Danielle Cholupini: Lista linda! may 28 2017