• Manipulação progressiva, onde a pessoa te faz fazer algo "pior" aos poucos, para que não perceba.
  • Você não se importa em fazer várias coisas para alguém que te diverte. Principalmente se você for a fim da pessoa.
  • Te elogiar para te amolecer para pedidos.
  • Presentes ou favores com segundas intenções (aka "cobrança").
  • Te tratar como especial, contar segredos, inventar intimidade para depois obter algo seu.
  • Fingir que é muito parecido com você em vários níveis para contruir uma confiança e te fazer ir na onda dela mais facilmente.
  • O manipulador pode agir como se o que ele quisesse que você fizesse é algo exclusivo e importante, quase que uma honra.
  • Para não criar uma situação constrangedora, uma pessoa afirma algo (que te envolva) como se tivesse essa expectativa grande a respeito disso e seria uma situação péssima/constrangedora negar isso. Principalmente para pessoas não muito próximas.
  • Explicitamente querer que você faça algo pois não fazer seria considerado estúpido, brega, imbecil, etc. Ou "todo mundo tá fazendo".
  • Usar argumentos lógicos, científicos, citações etc para que você pense que está mudando para fazer o certo.
  • A manipulação é mascarada como uma ajuda. Pode te acusar de ser doida soltando coisas do tipo "como está me acusando disso? Você está louca, o problema está com você por causa disso e daquilo".
  • Mudar de assunto quando tocar em algo que ele não quer falar. Por exemplo: ao apontar uma manipulação.
  • Te deixar culpado ou com vergonha por não pretender fazer algo. Foca geralmente nas coisas que sabem que vão te fazer sentir mais culpa.
  • Usa das suas inseguranças para fazer críticas "que não tinham a intenção de serem críticas". Pode ter fim de manter sua dependência ao manipulador.
  • Manipular por meio da empatia. Ao contar de uma vida sofrida (podendo inventar ou exagerar problemas), terá sua empatia como ferramenta para te usar de alguma maneira.
  • Fingir de idiota ou surpresa caso seja pego em alguma manipulação ou sendo contraditório.
  • Dizer que você confirmou que ia fazer algo quando nunca confirmou e fingir de idiota e frustrado quando você nega. Isso pode criar uma situação constrangedora, favorável para que você ceda (principalmente se estiver no meio de muita gente, evitar uma cena).
  • Fazer com que você concorde com algo tendo várias outras coisas implícitas a se fazer. Se você disser que nunca concordou com elas, o manipulador irá fingir de idiota ou pedir desculpas pelo acidente de forma que você faça tudo de qualquer forma.
  • Pedir algo absurdo e em seguida pedir algo até viável torna esse pedido viável mais propício de ser aceito. O 'absurdo' nunca foi o objetivo na questão. A pessoa acha razoável por comparação atender ao segundo pedido.
  • Lógica sem sentido de que se você fizer algo que ele não queira ou deixar de fazer algo que ele queira, significa algo ruim. "Você não vai fazer isso? Achava que éramos amigos..."
  • A desculpa de ser uma piada para justificar um comentário que implique em 1) te fazer se sentir mal consigo ou 2) parar de fazer algo que ele não queira.
  • A manipulação onde você censura ações, palavras etc para evitar reações/respostas ruins.
  • Insinuar ultimatos ou medidas drásticas a respeito de atitudes que desagradam o manipulador. Com medo do drástico, a pessoa corta as atitudes que o manipulador reclamou e faz o que ele quer.
  • Te chamar de nomes ofensivos por causa de algo que faz e que gostaria que parasse. Pode se passar por uma brincadeira, fazendo com pessoas próximas.
  • Pedido de desculpas falso por medo de perder os "laços de manipulação" ao ver que você está quase se livrando dele (manipulador).
  • Ou pior: pedir desculpas no nível de pedir perdão e ainda pedir ajuda. "Eu faço o que você quiser!"
  • Te afastar de amigos/família para te tornar mais vulnerável.
  • Apontar como egoísmo de sua parte não ceder algo seu para fazer o que ele quer.
  • Culpar circunstâncias em vez de assumir a responsabilidade, bancando a vítima.
  • Te dizer o que você é, pensa, sente.
  • Retirar os contextos de algo que você fez para que pareça ruim.
  • Tentar te fazer se sentir mal por ser quem é: falar como fala, vestir o que veste, gostar do que gosta... Para mudar e ser o que ele quer que você seja.
  • Te invalidar (em uma situação, como pessoa) com o mal uso de alguma "carteirinha". "Local de fala" não é resposta pra tudo (lembrando que manipular não é oprimir sistemicamente).
  • A manobra esquerdomacho: fala um monte de merda, mas em palavras bonitas e performando muito sentimento para te amolecer.
jun 22 2016 ∞
may 17 2017 +
user picture Bru: Nossa, vou salvar essa lista na memória!!!! jul 7 2016
user picture Amanda Montt: consulta diária pq simmm dec 29 2016
user picture Bru: Tô aqui de novo só pra dizer MUITO OBRIGADA POR ESSA LISTA oct 28 2017