Eu acredito que não sou merecedor de afeto, afetos sejam eles românticos, fraternais, amizades. Hoje que tenho contato com minha irmã que está tendo um filho e vejo como é estar perto de um amor verdadeiro, me sinto falso, sinto que eu finjo um sentimento que eu não tenho, eu tento me colocar no lugar de alguém que ama seu sobrinho e realmente gosto de pensar nele, mas não me sinto merecedor de amar alguém, sinto que eu não sei expressar amor da forma que as pessoas gostariam que fosse e isso me frustra bastante porque eu me esforço de verdade para tentar entender busco sempre ser minucioso nos sentimentos dos outros para que eu não acabe os machucado, não acho que vou conseguir ser e representar o amor que o erick merece receber.

Estava tendo uma troca muito boa com um rapaz, e apesar de eu sempre dizer que não me apaixono gostava bastante da presença dele, das conversas, das trocas de musicas era alguém que estava presente nos meus pensamentos, mas acabei não dedicando o que ele precisava, sempre fugia e conseguia arranjar motivos para não dá certo, e esse foi o resultado. Não deu certo, ele disse que já teve relações assim e que não queria se machucar assim novamente. e eu não acho que ele estava errado, eu estava fugindo porque não acho que mereço ter alguém, não acho que mereço ter alguém se importando comigo, não acho que mereço amor.

Eu comentei que perdi um amigo quando mais novo, ele chamava ítalo, e estar nesse fim de ano me machuca como nos anos anteriores, ele morreu em um acidente de carro por negligência de não terem colocado o cinto nele, e acabou sendo o único que faleceu, com doze anos. Nós eramos três, eu ele e seu primo, como não tinha muitos amigos próximos passei quase um ano indo todas as tardes brincar com eles, e o Italo sempre foi uma figura que admirei por ele ser mais velho e muito divertido, desenvolvi um espécie de amor, um amor ludus - amor pela leveza, nada diretamente carnal, mas a presença dele me nutria em bem. Perde-lo foi muito difícil,porque passei por luto solitário, me afastei de outro amigo e minha família não soube me auxiliar, então lidei sozinho, escondi, fingi que não era nada, acabei indo na missa dele sozinho, e não consegui visitar seu túmulo. E apesar de não acreditar que simbolize muita coisa, eu me sinto em dívida, me sinto sozinho, me sinto culpado por não salvar ele, por não me importar mais.

sep 30 2021 ∞
sep 30 2021 +