• trechos
    • "Se todo o mundo te odiasse e acreditasse que você é má, mas a sua consciência a aprovasse e absolvesse de culpa, você não estaria sem amigos."
    • "Eu gosto de imaginar mais do que de lembrar. Por que as memórias ruins são as mais insistentes?"
    • Seria lindo dormir em uma cerejeira selvagem toda branca de flores sob o brilho do luar, você não acha?"
    • "Se você tem grandes ideias, você precisa de grandes palavras para expressá-las, não acha?"
    • "Eu decidi aproveitar essa viagem. Por experiência própria, sei que você pode, quase sempre, aproveitar algo se você se decidir a isso com firmeza."
    • "Minha vida é um perfeito cemitério de esperanças enterradas."
    • " A vida é muito curta para ser desperdiçada fomentando animosidade ou remoendo erros."
    • "Eu sou forte como um menino e prefiro ficar do lado de fora do que dentro da cozinha. Não faz sentido que meninas não possam fazer trabalhos da fazenda, quando meninas podem fazer tudo o que meninos fazem e mais! A senhora, por acaso, se acha indefesa e incapaz, por que eu com certeza não me acho. Eu não entendo essa questão, por exemplo, se, de repente, não existissem mais meninos no mundo, nenhum deles?"
    • "E isso é tudo o que você tem que decidir, Anne, viver uma vida sem arrependimentos"
    • "Eu vou ser a heroína da minha própria história...eu escolho a mim mesma e desse jeito eu nunca serei desapontada."
    • "Eu não sei o que eu faria sem minha imaginação, a vida seria uma agonia, uma imensa agonia."
    • "Se eu quisesse realmente rezar, era isso que eu faria: eu iria pra um grande campo aberto ou pra uma floresta profunda, sozinha, e eu olharia pro céu, bem pra cima, praquele lindo e vasto céu azul, e simplesmente sentiria uma oração!"
    • "Ler está no meu sangue."
    • "Esse não é o dia mais lindo que já houve? Eu amo o outono. Simplesmente amo. Sou tão feliz em viver num mundo em que existem outubros, vocês não?"
    • "Eu amo contemplar o horizonte e imaginar todos os outros lugares que existem no mundo e todas as possibilidades"
    • "Oh, Anne, como consegue pensar essas coisas tão incríveis o tempo todo?" "Me inspiro na vida, Diana, me inspiro na vida. "
    • "É claro que precisa saber ler! Ler é tudo! Todo livro contém um mundo inteiro. Há aventura, romance, navios, tiroteios, cavaleiros montados em seus cavalos! Você nunca sabe o que vai acontecer. Você pode ser qualquer um, ir pra qualquer lugar. Ler pode salvar sua vida."
    • "Sua imaginação é um presente, Anne. Isso não se aprende."
    • "A quem escutou recentemente? Todo mundo por aqui? Ou esta pessoa aqui dentro? (...) Devia ter confiado em si mesma."
    • "Tome nota ao explorar a sua vida. Te ajudará a compreendê-la. Continue aprimorando os seus extintos, eles são cruciais."
    • "Só podemos fazer o nosso melhor. Independente do que sabemos ou não. Creio que haja sempre algo bom em cada situação, mesmo uma ruim, constrói nosso caráter."
    • "Escolhas. Eu gosto dessa palavra. As coisas vão mudar, começando agora."
    • "Talvez estejamos fadadas a sermos criaturas solitárias, eu e você.";
    • "Vai chegar lá, se deixar que sua paixão te guie.";
    • "Não me entregarei a ninguém para ser uma propriedade bonitinha sem ter voz ou ambição. Seremos iguais e parceiros."
    • "O que eu quero dizer é que não há caminho certo na arte ou na vida, às vezes não há caminho nenhum, e é preciso abrir caminho à foice no mato pra ir aonde se quer.";
    • "Não é o que o mundo traz pra você, é o que você traz pro mundo. E você traz tanto!"
    • "Adversidade pode ser uma bênção."
    • "Mas eu posso ser livre aqui, eu mesmo, eu preciso ser quem eu sou!"
    • "Me diga, e eu esqueço. Me ensine, e eu lembrarei. Envolva-me, e eu aprenderei. Diferente não é ruim, só não é igual."
  • sensações
    • guardar tesouros que só são preciosos pra mim dentro do bolso do vestido;
    • passear sozinha pela floresta de manhã e brincar e cantar com as árvores;
    • abraçar uma árvore amiga, subir nos seus galhos e apreciar a paisagem;
    • escutar os pássaros e as folhas ao vento conversarem;
    • escrever histórias em folhas de papel antigas e guardá-las em um baú que pode, quem sabe, estar escondido em uma casinha de madeira abandonada na floresta;
    • encher cestas dessas antigas de palha de pães e pedaços de torta doces e salgados;
    • inventar uma história do nada apenas vendo uma coisa que me lembra outra coisa, como um galho que parece a mão de um esqueleto;
    • encontrar uma raposa e conversar com ela;
    • transformar batatas em carimbos e enfeitar minha casa com flores e folhas de cores bonitas;
jul 15 2019 ∞
aug 17 2019 +