user image

“alguém como um jardim secreto,
onde a alma desabrocha sem fim,
na suave linguagem das flores.
apenas quando a gentileza acalentar,
como faz um dia de primavera,
perceberá a porta,
tão timidamente,
entreaberta.”

bookmarks:
morimoonie 2024 (reading challenge)
2024 (assistidos)
books (livros narrados no presente)
currently (2024)
nix notes (photocards otw)
list icon

“she wɑs one of those, who, hɑving, once begun, would be ɑlwɑys in love.”

– divɑgɑndo sobre coisɑs preferidɑs...

୨୧ pɑrte i.

  • ser chamada de “lɑylinhɑ” – acho fofo como sempre acabam espontaneamente me chamando assim, e é um apelido pelo qual tenho muito carinho.
  • tons neutros e rosados, cabelos curtinhos “à la garçonne”, maquiagem inspirada no estilo coreano e meio-termo entre a moda romântica e a básica.
  • as flores, principalmente a rosɑ cor-de-rosɑ! mas também de cerejeira, ameixeira, pessegueiro, ipê, primavera, jacarandá, hortênsia, copo-de-leite, peônia, tulipa, lisianto, camélia, margarida...
  • o clima sereno da transição inverno-primɑverɑ, a lua quando minguante, a blandícia da espuma do mar, a chuva caindo suavemente pela janela, o céu róseo do pôr do sol, a geada tornando os campos cândidos...
  • chás, sendo preferidos os de camomila, cidreira, hortelã, morango, amora, pêssego... e chocolate quente também!
  • todos os bichinhos, principalmente gɑtinhos ronronando em meu colo! mas também passarinhos cantando durante a manhã e borboletas trazendo mensagens espirituais; plantinhas, amo cultivar pequenas suculentas, sobretudo cactos.
  • vinhos, espumantes, queijos, chocolates, morangos, chantilly...
  • passeios em parques, bibliotecas, cafés, sorveterias, restaurantes...
  • notas de rosa e baunilha, lip balms e tints, joias em prata, detalhes em renda, laços em cetim, sapatos de boneca, grampos, tiaras e outros enfeites de cabelo, vestidos, cardigãs e lingeries, talcos perfumados com aplicador em pompom, caixinhas de música, ursinhos de pelúcia, velas aromatizadas, livros com arabescos, jogos de chá em porcelana...
  • pérola, pedra da lua, quartzo rosa e ágata botswana.
  • coisas em crochê, bordado e aquarela.
  • tudo que é vintage, soft, romântico, clichê, delicado, clássico, nostálgico, melancólico, fantasioso...
  • o meu ɑmor.
  • as lembranças da minhɑ ɑvó.

୨୧ pɑrte ii.

  • os romɑnces de época e góticos da jane austen e das irmãs brontë; as histórias de amores trágicos, como “lɑylɑ & mɑjnun”, “romeu & julieta” e “tristão & isolda”; “edenbrooke” da julianne donaldson, uma das leituras mais fofas que já fiz; as comédias românticas dos anos 80 e 90; a série “gilmore girls”; as minisséries de época da bbc.
  • o filme de “pride & prejudice”, o que mais assisti e meu favorito; “lisbela e o prisioneiro”, um xodó meu do cinema nacional; “le fabuleux destin d’amélie poulain”, um conto de fadas moderno perfeito.
  • os contos de fɑdɑs, “a bela e a fera” e “a pequena sereia” tendo um lugar mais íntimo em meu coração; as adaptações cinematográficas do leste europeu, especialmente da tchecoslováquia, destacando “panna a netvor” e “rusalochka”.
  • a poesiɑ em forma de cartas de amor, como as do john keats para a fanny brawne e do vladimir nabokov para a véra slonim; trechos de diários, como os da anaïs nin; a delicadeza da cecília meireles.
  • o bɑlé, o tchaikovsky e “o lago dos cisnes”, o que mais se abriga em mim; o musical de “o fantasma da ópera”; a ópera de “rusalka”.
  • as músicɑs vintage e “lɑ vie en rose”, como melodia da minha vida; o lirismo dos álbuns “folklore & evermore” da taylor swift e a estética presente nas obras da lana del rey; a nostalgia dos primeiros álbuns dos backstreet boys; as músicas acústicas no violão, a ichiko aoba e “haru natsu aki fuyu”; a música clássica e o som do piano, o debussy e “suite bergamasque l. 75: iii. clair de lune”; as interpretações do emily pandolfi de jazz e trilhas sonoras da disney; a bossa nova, o jazz e “corcovado (quiet nights of quiet stars)” by stan getz & joão gilberto.
  • todas as pinturɑs clássicas femininas, delicadas e florais, destacando o monet e o bouguereau, “la maison dans les roses” e “douleur d’amour (elegy)”; as pinturas com gatinhos da meta plückebaum; as ilustrɑções com fadas, animais e flores, como as da beatrix potter e da cecily barker.
  • a ɑntigɑ hollywood e os filmes clássicos em preto e branco, tendo a audrey hepburn e a anna karina como maiores ícones.
  • os mangás e animes shoujo e josei, “bishoujo senshi sailor moon” e “kyuuketsu-hime miyu”; as ɑnimɑções do studio ghibli e as clássicas da disney, “kaguya-hime no monogatari” e “snow white and the seven dwarfs”; as primeiras animações da barbie; os dramas asiáticos, preferencialmente j-dramas; o rilakkuma (e todo seu universo!) como minha maior fonte de conforto em forma de um ursinho.
  • as diversas adaptações de “drácula” e as criɑturɑs mitológicɑs no geral, como fadas, sereias, vampiros, bruxas, lobisomens...

(...) e tɑntɑs, tɑntɑs outrɑs.

    • ser incuravelmente romântica, sonhar com contos de fadas e ver ɑ vidɑ cor-de-rosɑ.
nov 8 2021 ∞
oct 20 2023 +