Leituras em curso:

  • Dignidade (da Pessoa) Humana e Direitos Fundamentais na Constituição Federal de 1988 (2001), Ingo Wolfgang Sarlet. [102/182]
  • Mulheres, raça e classe (1981), Angela Davis.[87/256]
  • Choice and Consent: Feminist engagements with law and subjectivity (2007), Rosemary Hunter and Sharon Cowan. [10/190]
  • Primeiras Estórias (1962), João Guimarães Rosa. [44/209]

Lidos:

  • Um teto todo seu (1929), Virginia Woolf.
  • Contribuição à Crítica da Economia Política - prefácio e introdução (1859), Karl Marx.
  • Ideias para adiar o fim do mundo (2019), Ailton Krenak.
  • Vivendo de amor (1994), bell hooks.
  • O corpo utópico - As heterotopias (1966), Michel Foucault.
  • Cien años de soledad (1967), Gabriel García Márquez.
  • Introdução do livro "Ciência como arte" (1984), Paul Feyerabend.
  • Pedagogia das encruzilhadas (2019), Luiz Rufino.
  • Pedagogia da Autonomia (1996), Paulo Freire.
  • O bem viver: uma oportunidade para imaginar outros mundos (2016), Alberto Acosta.

Para ler:

  • Estupro, racismo e o mito do estuprador negro, Angela Davis.
  • A elite do atraso, Jessé Souza.
  • O corpo encantado das ruas, Luiz Antonio Simas.
  • O amanhã não está à venda, Ailton Krenak.
  • O segundo sexo (1949), Simone de Beauvoir.
  • Política sexual (1970), Kate Millett.
  • O ponto zero da revolução: trabalho doméstico, reprodução e luta feminista (2012), Silvia Federici.
  • Mulheres e caça às bruxas (2018), Silvia Federici.
  • Teoria feminista: da margem ao centro (1984), bell hooks.
  • Quarto de despejo: diário de uma favelada (1960), Carolina Maria de Jesus.
  • Um defeito de cor (2006), Ana Maria Gonçalves.
  • A inconstância da alma selvagem e outros ensaios de antropologia (2002), Eduardo Viveiros de Castro.
  • Crítica da razão negra (2013), Achille Mbembe.
  • Mitologia dos orixás (2001), Reginaldo Prandi.
  • O povo brasileiro (1995), Darcy Ribeiro.
  • Viva o povo brasileiro (1984), João Ubaldo Ribeiro.
  • A tempestade (1623), William Shakespeare.

Abandonados:

  • A descoberta do mundo (1967-1973), Clarice Lispector. [64/478]
  • Introdução ao documentário (2001), Bill Nichols. [25/335]
  • Calibã e a bruxa (2018), Silvia Federici. [40/460]
dec 11 2019 ∞
sep 17 2020 +