• 30: Acordei hiper cedo (para variar!!) e me sentindo imensamente feliz pelo date de ontem. Fazia tempo que não me sentia assim. Não sei o que vai rolar daqui para frente e tentarei manter minhas expectativas baixas. Mas com certeza não deixo de admitir que tenho esperanças de que role de novo e que ele me chame.
  • Para honrar o nome, decidi retomar minha leitura de Precisamos Falar sobre o Kevin. Não é o tipo de livro que vou conseguir devorar, mas me sinto pronta para absorver aos poucos. É tão interessante visualizar as experiências inusitadas que a mãe de Kevin passa, sentir seu desespero em mostrar suas dificuldades para o marido e falhando porque ele simplesmente tem uma perspectiva completamente diferente do filho.
  • Fui confiante para as penúltimas aulas de direção de carro. E arrasei, hoje mal ouvi as críticas da dona Inês. Consigo fazer baliza na maior tranquilidade!!! Bem feliz! ♥ (tenho que admitir que fiquei pensando no mocinho e fiquei na esperança dele aparecer lá, já que disse que viria.. mas nada, passou o carro da viatura, mas não consegui olhar quem estava dentro) Durante as aulas respondi a mensagem do Luiz sobre o story dos meus 6.4km e (estou voando) e ele me deu parabéns pelos cookies. Já sinto falta desse cara, é incrível, mas como ele vai voltar, ainda tenho tempo.
  • A tarde toda a toa. Ouvindo música. Lendo. Pensando nele. Me divertindo no grupo de três pessoas (eu amo demais a Thaís e o Marcos, principalmente a Thaís e seu pacote de memes do senhor). Marcamos rolê para hoje!
  • Toda hora esperando o crush me chamar. Vou ficar chateada se não passar do primeiro encontro, é lógico, mas preciso ter noção de quantos dias esperar. Não quero ficar esperando para sempre. Percebi que quero voltar a namorar de novo. Ele parece perfeito, mas se for para ser, será.
  • Fui pro Sfiha's com Thaís e Marcos. Mostrei meus joelhos machucados. Falei muito sobre meu crush. Comemos e depois fomos pro Skina, tinha um pessoal estranho lá. Rimos muito da piada do "pica de 700ml". Ri mais ainda das fotos que eu e Thaís tiramos. Foi bom sair com eles, mas o Kevin não saiu da minha cabeça em nenhum momento. Minha cabeça está um inferno por ele não ter me chamado hoje, estou ficando maluca e pedindo conselhos para todo mundo. Cris pediu para eu investir e ver no que dá e Thaís e Marcos disseram que o momento para chamá-lo é agora e como sei que ele não é de tomar iniciativa, não tenho outra saída. Decidi mandar mensagem amanhã de manhã.
  • 29: Continuo trabalhando tranquilamente. V.G. me contou dos tempos sombrios da escola. É legal ter a compreensão dele sobre o que se passa comigo.
  • O dia todo pensando que o date não vai rolar porque ele não me chama.
  • Patrão perguntando se gosto de Heineken. Disse que sim, mas que costumo beber vinho. Doce ou seco? Doce. Ele perguntando se bebo corote foi o fim da picada, interpretei como deboche.
  • O pessoal amou meus cookies e fiquei bem feliz por isso. Achei que hoje era o último dia do Luiz, mas aparentemente ele volta daqui a duas semanas, ainda bem. Não precisei chorar hoje.
  • A Carol coordenadora me deu a MELHOR notícia de todas, o tipo de notícia que não tem como deixar escapar um sorriso: eu vou viajar com os meninos do ensino médio na quarta-feira!!! To tão feliz! O melhor foi ela falando que seria a Ana Paula, mas que achou melhor ser eu. AMEI!!! Falar que tá liberado maiô ainda por cima.. tô super ansiosa!
  • Encontrei a Thaís e a sua amiga Jaque na hora de voltar pra casa. Aproveitei que ela me lembrou do crush e segui seu conselho de mandar mensagem, já que ele não iria mesmo. Mandei e ele respondeu. Corri para casa, saí para treinar corrida e bati o recorde (6.4km), voltei correndo para casa, tomei banho e sequei o cabelo. Nunca corri tanto para me arrumar para um encontro, sério. Meu coração estava super acelerado. Ainda bem que ele atrasou uns minutinhos.
  • Não sei nem o que falar, por onde começar a descrever sobre esse date. Foi incrível! Fazia tempo que eu não tinha um encontro tão maravilhoso como esse. Ele é sensacional, beija super bem, é um amor. Tocou minha mão, fez carinho no meu cabelo. Foi tão bom estar com ele que machuquei meus joelhos e nem percebi. Cheguei em casa e contei pra Thaís e Marcos super empolgada. Espero muito que role uma segunda vez. E uma terceira. E uma quarta. Estou me empolgando demais, eu sei, e vou tentar controlar minhas expectativas.
  • 28: Hoje foi um dia que trabalhei relaxada. Conversei com os meninos do segundo (Gui agora deu de dar em cima de mim de novo), contei pro Gustavo o que rolou domingo (tão fofo ele mostrando o tênis da nike), vi a mãe do David e perguntei quando ele voltava e aparentemente não volta, creio que verei ele só na formatura. Crianças do primeiro ano bem tristes hoje porque João vai embora amanhã, cortou meu coração ver a Helena chorando. Foi legal ele admitir que acabou chorando na frente de todo mundo. Analine veio substituir segundo ano e Carmen já quis arrumar confusão, não dei corda. Senti tanta falta dela, foi legal vê-la como professora. Luiz me chamando de Carminha é o fim da picada, mas vou sentir muito a falta dele. Postei a foto e um monte de gente curtiu, me sentindo mais linda do que nunca. Amando ler Sobre a Escrita. Gustavo me zoando do vídeo que fiz divulgando saresp. Vários alunos dizendo que não vêm mais. Carol pediu para eu ordenar provas e ligar pra quem não entregou trazer. Luiz disse que não está triste e que já chorou muito no primeiro ano trabalhando. Não vai sofrer porque acha bobeira, porque já sabia que esse dia chegaria. Ana Lúcia deu carona e disse que sentirá falta dele. Mandei mensagem pro K e ele demonstra tão desinteressado, mesmo confirmando o date hoje. Ao menos assim abaixo minhas expectativas. Comi muito bolo e me senti culpada. Fiz cookies pros estagiários e vou levar amanhã.
  • 27: Acordei cedo, sentindo sono e ao mesmo tempo disposta. Thaís me mandou mensagem bem cedo, o que é incomum. Ela contou de algo que FINALMENTE aconteceu ontem à noite com o Daniel. Mal consigo acreditar. Fiquei muito feliz por ela.
  • Minha tattoo está bem bonita e ao que parece, todas as casquinhas foram embora. Que alívio!!!
  • Me senti bem bonita, então tirei umas fotos e postei no status do wpp e fb. O meu novo crush (K) gostou! Tô tão animada para me encontrar com ele! ♥
  • Cheguei cedo no trampo e quando fui guardar minhas coisas na geladeira, Seu Mário me perguntou sobre as aulas e fiquei um tempão conversando com ele, Kátia e Roberta (um pouco de intromissão da C também, mas bem curta, ainda bem). Eu desabafei sobre a minha recusa da aula extra e disse que me sentia confiante. Kátia disse que vai começar as aulas teóricas e estou bem feliz por ela!
  • Incapaz de parar de ouvir Acheron e tentando ler Stephen King ouvindo no último volume. Leio bem mais devagar, mas leio.
  • Colírio. Foram bem cedo no refeitório. Ana não estava, para variar. Estava a C., mas ela estava bem folgada, chegou até a sentar na cadeira durante o lanche. Acabou o lanche e Carol coord. pediu pra eu e Ana ficarmos nos segundos anos. Fiquei no Segundo B, o temido Segundo B, mas tudo ocorreu bem, apesar de muita bagunça. Ana Lúcia professora conseguiu dar um jeito quando precisei sair pra chamar aluno, passando atividades para eles. Mais tarde voltei e fizemos jogo da forca, o que ajudou a segurar a sala no lugar. Preciso estudar mais essas técnicas.
  • O crush proibido me filmou. Tá todo soltinho, falando que queria ficar fora pra ver se a menina que queria beijar olhava para ele. Demonstrei indiferença.
  • Laís conversou um pouco comigo quando fiz a saída, o que foi muito legal. Ela me contou várias coisas. Já brigou com Isadora por causa de trabalho em grupo, P.G. já pulou muro e mãe ficou bem brava na época da outra gestão, ela contou que a crush do meu crush secreto é racista e eu tô doida pra contar pra ele.
  • Viviane levou um almoço caprichado hoje porque é a última vez que almoçamos com Flavia e Luiz. Pensar nisso me deixa muito triste. Peguei um pouco de macarrão e molho e acrescentei a minha marmita minúscula. Estava muito bom!
  • Contagem. Apontar lápis, machucar dedos mesmo colando fitas. Ana falou sobre uma organização do Sesi para conseguir desconto e estou bem interessada. Pedi dicas de flerte para a Viviane e Fernanda e elas arrasaram, principalmente Fernanda: cabeça erguida, confiante, se sentir linda. Adoro ela! Realmente estou preocupada e ansiosa pelo encontro com K, espero que não seja nada como o Fernando. Espero que ele seja legal e que goste de mim.
  • Fui embora na chuva. Consegui chegar no banco, mas a chuva engrossou. Por sorte Thaís me salvou! ♥
  • Analine falou comigo e contei as últimas novidades porque ela vai amanhã na escola ficar em sala. Mal posso esperar para vê-la, especialmente depois que ela me contou que descobriu algumas coisas sobre o quebra-cabeça que a gente não estava conseguindo completar.
  • 26: Acordei com a melhor notícia: o K deu match comigo e disse que tinha interesse. Fiquei muito feliz e animada, é claro. Já fui direta e perguntei se ele estava livre na sexta.
  • Uma moça do ônibus se encantou com a minha tattoo e ficamos conversando sobre. Foi bem legal, é difícil encontrar pessoas mais velhas e conversar numa boa sobre um assunto que ainda é polêmico.
  • Resumão: chamei o K no wpp (ele passou o numero no app), quebrei um copo no inglês; P.G. me contou que prestou para medicina e que até se mudou para a casa do pai parar ter sossego para estudar no descomplica em casa; mesmo me sentindo cansada saí para correr e obtive um novo recorde: 6,100 km!! fiquei muito feliz; coord. me deu carona até o boulevard e me perguntou sobre a faculdade e disse que me ajudaria, fiquei muito feliz em ouvir; minha mãe me mandou link da corrida que vai ter em mococa e me inscrevi. chamei o crush secreto mas ele disse que vai pra bh e aproveitei para perguntar se vai se despedir de mim, falei que vou na formatura; comprei mais livros pq é época de black friday e nunca estão baratos assim.
  • 25: Um dia na bad. As pessoas da escola repararam minha tristeza. Mas fui na casa do Pablo a noite e me senti melhor, especialmente porque quando cheguei em casa comecei a flertar com alguém.
  • 24: Não aguentava mais ficar em casa. Fiquei um tempão deprê na cama. Saí pra me encontrar com Cecilia e esse encontro foi a coisa mais inesperada do mundo. Ela me assustou muito.
  • 23: Continuo na saga de acordar cedo sem querer. Fiquei lendo Em Busca da Glória. Admito que essa semana não li muito, fiquei mais entretida ouvindo Rotting Christ em todo tempo livre que eu tinha.
  • Cheguei lá atrasada para descobrir que a instrutora tava atrasada também. E ainda achou ruim ligarem para ela, porque ela estava abastecendo. Creio que estou melhorando na baliza. Mas não gostei da insinuação dela de pagar aula extra, de precisar. Eu erro, mas estou confiante. Pensando em pegar o carro de alguém para treinar para a prova. Ah sim, vi o Pedro Guiaro lá. Ele disse que amanhã tem prova da usp e que a maioria da sala não vai mais na escola, ele só vai por causa de falta. Agora entendi porque me abraçaram semanas atrás. Mas não acho que seja um adeus de fato, comparecerei na formatura.
  • Desci no centro com a intenção de sacar o dinheiro para pagar meu irmão e acabei esquecendo porque vi as lojas abertas e aproveitei para comprar blusas de alcinha pretas. Levei 3, sendo duas mais basiquinhas.
  • Cheguei em casa e minha mãe fez arroz, feijão, abobrinha, batata doce e beterraba. Adoro essa mulher. Fiz estrogonofe de frango e almocei feliz.
  • Não resisti e gastei mais dinheiro ainda. Livros com preços bons do Stephen King. Aposto que no dia da black friday vou acabar fazendo a mesma coisa.
  • Cochilei um pouco e acordei com vontade de tomar leite com toddy. Fiz isso e comi banana com aveia também para me dar energia pra corrida mais tarde.
  • Thaís comprou ingresso pro show do Kiss também, nem acreditei!!! Estou tão feliz em saber que terei a companhia dela!
  • Li mais Em Busca da Glória até chegar a página 300. Alonguei um pouco e saí pra correr, e claro que a playlist no repeat das músicas de Rotting Christ. A intenção era correr 4.2km, 200 metros a mais do que da última vez, e acabei quase chegando nos 5km!!! Fiquei extremamente feliz! Agora poderei me dedicar para os 10km. Vai ser difícil, mas aceito o desafio.
  • Minha crush desmarcou comigo por causa da chuva. Já imaginava, mas fazer o quê. O jeito é deixar para amanhã.
  • Meu outro crush (proibido) respondeu meu status comemorando da corrida com um "amandaaaa framengooo", aparentemente campeão do futebol. Ele me contou que corre 40min todo dia e achei impressionante. Espero que ele não desapareça da minha vida, vou sentir muito a falta dele.
  • 22: Me pesei e vi que perdi mais alguns gramas: 61.5kg. Muito feliz. Mais feliz que isso só se eu conseguir sair com minha crush atual.
  • Falei com a minha mãe e ela disse que não tem cartão de crédito, porém, meu irmão tem. Me contou que quando ele comprou ingresso para ela ver o Julio Iglesias, invadiu a pista da frente e eu ri pensando no quanto a minha mãe é foda. Também disse que os ingressos acabaram rápido porque era a última vez que viria pro Brasil, o que aumenta minha preocupação. Meu irmão precisa responder logo e comprar hoje!!
  • Ele respondeu e felizmente disse que tem e vai comprar, mas não podia naquele momento pois estava no trampo.
  • Luiz estagiário desabafou e disse que vai entregar o tcc incompleto mesmo, que havia conversado com o diretor e que compensava mais ele fazer assim do que não entregar. Aposto que vai dar tudo certo, ele é inteligente.
  • Hoje fiquei com 8 ano por duas aulas e Ana Lúcia disse para eu ficar. LL aproveitou para matar aula e ficou lá comigo conversando. Disse que a turma já fechou as notas e ninguém vem mais pra escola. Na hora me bateu preocupação sobre outros meninos, do terceiro e nono. Será que vão se despedir de mim? Espero que sim, afinal, eles não voltam mais.
  • 21: Um dia resumido nas diversas reações das pessoas desta escola deslumbrados com minha tatuagem.
  • Foi interessante eu ficando na porta do 8 ano até a prof chegar e junta um monte de meninos do 9 pra ver minha tatuagem. Mais engraçado ainda é quando ela chegou, eu andando até a sala deles e eles atrás de mim. Como se eu estivesse guiando-os. Me senti esquisita. Ainda bem que não aprontaram nada, porque o chefão estava lá. Parecia que estava observando as grades que colocaram no corrimão. Aliás, agora ele me cumprimenta, não sei se é algo bom, mas espero que sim.
  • Luiz da manutenção viu minha tattoo e algo nela deve ter dado na cara que eu gosto de rock/metal porque acabamos conversando sobre. Ele disse que já foi no Rock in Rio muitos anos antes e mostrou uma tattoo pequena nas costas. Finalmente mais gente nessa escola que gosta de música boa!!
  • Saí pra correr e consegui bater a meta: 4km!!! Logo estou de volta nos 5 e aí sim poderei treinar pros 10km.
  • 20: Fiz a bendita tatuagem. Marcos apareceu lá para segurar minha mão. As meninas são legais, a Mah é irmã do João Vitor.
  • Eu e Marcos fomos tomar sorvete. Vi a namorada do David lá.
  • À noite fomos no Koi. Marcos pagou tudo. Me contou sobre ser médium, evangélico, sobre crush que tinha, faculdade. Ele é um bom amigo. Ia encontrar a crush hoje também, mas ela ficou com medo da chuva e deixamos para o fim de semana.
  • 19: Fui bem "darkzera" pro trabalho hoje. Na verdade colocaria meu uniforme, mas tive a proeza de perder!!
  • Dia agitado. Ana Paula saiu em passeio.
  • Soube de algo tenso que uma prof de 5 ano me contou.
  • Ana disse que pediu demissão e conversou com o chefe.
  • 18: Hoje não quis ir no mesmo banheiro de sempre. Muito incomodada com o barulho das crianças. Fui no da quadra e deu para me concentrar bem melhor na leitura.
  • Vi o crush atual e me senti nervosa. Ele não disse nada, só bateu no meu cotovelo.
  • Maria Rita pediu e fiquei no 8B junto com Carol até pedirem para descer. Eu realmente não precisava estar lá, mas queria ouvir o relato que a Carol falou para eles sobre o racismo, preconceito em geral. Fiquei incomodada quando ela usou a palavra "homossexualismo", deu vontade de corrigir na hora, mas me contive.
  • Apresentações sobre a consciência negra. Não entendi muita coisa. Conversei com o prof substituto André. Tava mais do que na hora de saber o seu nome. Ele é legal.
  • Fiquei com saudade das crianças no refeitório, percebi isso assim que entrei e conversei com eles.
  • Colegas de trabalho bem quietinhas. Acho isso bom. Quando são barulhentas, causam problemas.
  • Foi muito fofinho ver o Davi do Colírio correndo pra ser o primeiro da fila. Não precisei correr atrás de ninguém, todos vieram correndo. Algumas crianças conseguem ser incríveis.
  • Tudo ocorreu bem no trabalho, mesmo eu tendo dormido tão pouco na noite anterior.
  • Voltei a falar com Gabs. Passei meu número pro Guilherme. Tava crente, feliz que íamos dar um rolê amanhã, mas aí ele me fala que tem um date. Fiquei chateada, mais do que esperava.
  • Pintei até as minhas unhas de preto. Agora me sinto uma merda, morta por dentro. Mais só do que nunca. Não sei porque me empolguei com o crush novo. Era óbvio que era só brincadeira. Acabei me deixando levar.
  • 17: Sonhei com o novo crush. Sonhei que o beijava. Meu Deus, tô me sentindo mais carente que nunca e nem tô pedindo muito. Só uns beijinhos!!! Essa semana vai ser foda, tô sentindo!
  • Fiquei lendo Em Busca da Glória e ouvindo Rotting Christ. Tô com medo de estragar as músicas para sempre de tanto que fico ouvindo, mas me sinto completamente incapaz de parar de ouvir!! E o melhor é ler o livro numa cena de guerra e minha cabeça com as músicas tocando. Que cena maravilhosa para a minha imaginação!
  • Emagreci 200g mesmo comendo pra cacete e apesar de isso ser nada, tô bem feliz porque minha auto-estima está baixa desde que engordei e cada grama perdida me deixa motivada a continuar tentando me alimentar melhor.
  • 16: Passei a manhã ouvindo Rotting Christ enquanto tirava o pó dos livros e prateleiras. Foi bem gostoso porque nisso acabei me viciando em outra música. Dei uma arrumada no quarto também, porque já não aguentava mais sentir aflição com tamanha desorganização.
  • Depois de tanto tempo sem cozinhar, eu fiz galinha escabelada. Foi tão fácil e rápido!
  • Assisti alguns vídeos. Marcos disse que a Thaís o chamou e demonstrou estar desesperada. Carência bateu forte e acabei fazendo algo que não fazia há muito tempo: instalei o Tinder e coloquei só pra mulheres. Porém era uma conta antiga e alguns matches homens já estavam lá. Um moço super bonitão me chamou e começamos a conversar. Ele é bem legal, mas mora bem longe. Não sei no que vai dar.
  • Mas o mais importante é que uma crush antiga me chamou, cara!! Eu tô a fim dela há anos. Espero que ela me dê uma chance, sério. Me sinto super carente.
  • Nessa loucura toda acabei respondendo um status de um mocinho e o que começou com uma brincadeira/zoeira, uma coisa levou a outra e começamos a flertar. Mano, fazia tempo que eu não sentia um frio na barriga tão gostoso. Já não vejo a hora de vê-lo e provocá-lo. Foi incrível!! Passei a madrugada acordada conversando com ele, pensando demais e ouvindo Rotting Christ sem parar. Me senti até corajosa e mandei a música pro Luiz no fb. "Porra, du caralho", foi a sua resposta. Deixá-lo orgulhoso do meu gosto musical é um milagre!
  • 15: Minha concentração anda uma merda. Passei um bom tempo na cama e mesmo o livro sendo tão bom, não consegui ler tanto. Fui ao mercado, comprei ingredientes da galinha escabelada, me deparei com um bode de brinquedo e meu lado dark e consumista falou alto e acabei levando-o para decorar minhas prateleiras. Terminei a terceira temporada de Atypical. Ver a Casey treinar duro me motiva tanto, e ainda assim consigo cagar com a minha alimentação cada vez mais. Não aguento mais ser assim, é um ciclo vicioso. Não sei como lutar contra essa doença. Antes eu sabia, mas antes eu era outra pessoa.
  • Apesar de ter me alimentado mal o bastante para comprometer o treino, sou teimosa e estou disposta a sair para correr à noite. Tudo que preciso é que não chova, muito obrigada.
  • Estou carente. Quero alguém. Especialmente depois da merda que a Thaís fez comigo, me sinto mais só do que o normal. Não sei se preciso de uma amiga ou alguém para namorar. Não importa. Preciso de alguém que me ame e esteja comigo, seja presente.
  • Ouvi um álbum de Rotting Christ e passei 3 pro celular. Viciada em Fire, God and Fear. Que delícia de música!!
  • Saí pra correr às 20:30 (minha mãe não gostou do horário) e fiquei grande parte da corrida ouvindo essa música. Meu pace melhorou pra caramba e progredi bem: 3.6km em quase 21 minutos! ♥
  • 14: A coordenadora me achou antes do horário e tentei dizer o mais educada possível que não estava na minha hora de trabalhar. Felizmente, ela entendeu, e disse que quando eu pudesse para ir na sua sala fazer umas cópias para a substituta do integral.
  • Chefe passou no refeitório e bem na hora que a Ana estava sentada mexendo no celular. Não pude evitar um sorriso. Mas não fui babaca, contei para ela que ele me flagrou também. Ela ficou dizendo sobre as coisas que ele deveria ver e não vê.
  • Alunos do segundo ano pintando e pendurando cartazes da consciência negra e colocando Tim Maia para tocar na jbl. Luiz e Ana Paula apreciaram o som. Fiquei paquerando discretamente uma pessoa. Na verdade, acho que faz um tempo que faço isso. Ele é tão fofinho!
  • Fiquei na cola de alguns alunos na troca. Mesmo levando os nomes, eles insistem em continuar com esses encontros. É incrível.
  • Chefe estranho. Pediu para eu vigiar o andar de cima e pediu sigilo. Fiquei até dar meio-dia, para pingar colírio e ir almoçar. Durante o almoço, percebi que fiz merda na hora de comprar ingresso pra ccxp e passei o tempo que deveria estar lendo consertando isso e comprando ele. E para quê? Para eu descobrir depois que ingressos esgotaram e que a Thaís sequer comprou porque não conseguiu. Não custava nada ela avisar. Estou bem magoada e nervosa.
  • Passei para fazer a contagem e vi as duas inspetoras, o chefe e porteiro na sala de atendimento aos pais. Perguntei para a Ana Lúcia o que estava acontecendo e ela disse que não sabia, perguntou se tinham me chamado e eu disse que não, que estava almoçando e ela falou que não devia ser nada comigo, que teriam me chamado se fosse. Mais tarde vi Carmen falando com o chefe de modo sério e o rosto parecia meio vermelho. Ela estaria chorando também, talvez.
  • Fiquei no lanche sozinha e uma estagiária disse que viu Ana chorando. Ela perguntou se eu sabia sobre o que era, e eu disse que não queria saber porque depois me acusam de ficar falando. Não a vi mais. Teria ficado sozinha no segundo lanche também, mas fiz a Carmen ir até lá porque precisava pingar colírio. Mas claro que ela não vai só de boa vontade, precisa ter algo pra jogar em mim e no caso foi a responsabilidade de alunos no parquinho. Como se eu não pudesse ter outra coisa pra fazer.
  • Na hora da saída das 16h (não tinha xerox para fazer hoje) conversei um pouco com os estagiários. Falamos de morte, sobre ir na terra ou no esgoto (rachei da Flávia falando sobre jogar minhas cinzas no ribeirão do meio). Pior foi Luiz me dando umas rotas, explicando, de cachoeiras. Foi engraçado porque fez parecer que era um lugar para eu jogar minhas cinzas, mas pensei melhor e vi que era porque estava falando com o Pedro Miguel do quarto ano que estava dizendo que ia para uma chácara no fim do mês e fiquei com vontade e falei sobre organizar um passeio com mais gente, talvez os estagiários. Aparentemente o menino deu com a boca no trombone. Desabafei com eles também sobre ir pra SP sozinha e falaram de falta de dinheiro e Luiz sobre não saber o que fazer depois que sair, provavelmente trabalhar com o pai depois que falei sobre o trabalho de monitor de festa. Desculpa atrás de desculpa. Quase me enganei achando que ele falou das cachoeiras porque estava imaginando nós em um multiverso, mas já percebi que foi porque transpareci minha vontade de viajar. E mesmo reclamando de ir sozinha, ele, mais uma vez, falou que isso era bom porque nasci, vim ao mundo sozinha.
  • Tava quietinha com o Daniel, doida para começar o assunto, mas não precisei falar nada, ele notou o silêncio e perguntou o que eu achei do espetáculo, o circo. Não queria me contar, mas eu forcei até ele falar. É incrível como as minhas colegas de trabalho adoram caçar problema desnecessário. Ele ficou bem estressado e envergonhado. Disse que ela não parava de falar, não deixava nem ele e nem o patrão falar, ficava berrando. Essa mulher precisa realmente se tratar. Já estou apreensiva, pensando que logo vão mirar em mim.
  • Francisco me mandou um link sobre show do Kiss no Brasil em maio do ano que vem, e melhor ainda, em Ribeirão Preto!! Com certeza vou querer ir, no fim do mês já liberam as vendas. Já preciso começar a pensar em como vou, pois vai cair num domingo. Mas essa oportunidade não deixarei passar! Uma das minhas bandas favoritas!! ♥♥♥
  • Viciada em Atypical. Olho pro Sam Gardner e fico imaginando como será o futuro do Bruno. Sei que ele é bem inteligente e sei que o autismo não pode ser comparado, cada um tem sua dimensão e especificidade, mas é bem difícil pensar no Bruno passando pelas situações que o Sam passa. Eu realmente quero vê-lo crescer, ao mesmo tempo que entendo que o melhor para ele é ficar numa escola que não seja em tempo integral e que principalmente tenha um profissional auxiliando-o o tempo todo.
  • Desabafei com o Marcos sobre a Thaís e pesquisei sobre caravanas, mas nada. E não compensa ir pra lá pra voltar tão cedo pra casa, então solicitei cancelamento e reembolso do ingresso. Espero que tudo ocorra bem.
  • Eu e Marcos combinamos rolê no Koi no domingo. Acho legal ele entender que podemos ser amigos sem ficar com a Thaís o tempo todo. Eu realmente vou sumir, até cheguei a sair do grupo. Ela precisa entender que não pode me tratar assim.
  • 13: Acordei mais cedo e aproveitei para ler umas páginas.
  • Sozinha no refeitório, para variar. Só no início.
  • Cansada dos mesmos alunos passeando nas trocas de aula. Uma professora também reparou e levei os nomes para a coordenadora.
  • Grande parece que está namorando, até fez a menina chorar. Foi muito bonitinho.
  • Choveu muito e várias salas com goteiras, uma bem alagada.
  • Acho que estou apaixonada por ele de novo. Adoro quando ele me toca. Queria que me tocasse mais vezes. Não sei o que fazer. Ele disse que não iria sumir, mas duvido que tenha sido sincero. Vou sentir sua falta. Já estou pensando nas últimas palavras e no último abraço, e nessa tortura mental, aumenta o meu desejo e anseio por mais momentos únicos, por mais recordações. Ele dizia que queria ser como o melhor amigo, romântico como ele, mas não faz ideia de como já é verdadeiramente romântico nas suas atitudes diárias enquanto seu amigo apenas realiza ações mecânicas que podem ser confundidas com romantismo. Ele é exatamente o tipo de pessoa que procuro pra mim. E estou de mãos atadas, porque sei que nunca encontrarei alguém assim. Não posso fazer nada além de me contentar com as possibilidades que a teoria dos multiversos me concede.
  • 12: Aluno dizendo que estou bonita. Não me sinto assim hoje.
  • Tem gente trabalhando preguiçosamente hoje. Liguei pra pai de aluno de oitavo buscar porque vomitou. Meninas disseram que Raiana mudou de cidade. Reclamei com a prof que deixa xerox de última hora.
  • A prof do Caio não veio. Soube que foi embora chorando. Espero que não tenha acontecido nada muito grave.
  • Luiz respondeu a pergunta que fiz ontem na hora da saída. Disse que não sabia dizer como ele estava, pois não saía muito ultimamente. Que última vez foi num sábado e ele estava normal. Disse que não andava bebendo, só ouvindo cd e a namorada não aprova. Que se alimentava mal, fritura e muito sal.
  • Briguei um pouco com a impressora. Ana Lúcia demonstrou estar cansada.
  • 11: Acordei às 07h sozinha. Até tentei dormir de novo, mas não consegui, então fiquei lendo Em busca da Glória até tocar o alarme. Já começa muito bom.
  • Manhã agitada. Colírios, aluna querendo ir embora. Fiquei no refeitório sozinha. David tá com o cabelo loiro quase platinado. As meninas estão tristes com o Enem e sexta-feira não vão descansar porque têm prova de primeira fase da Fuvest. Gustavo perguntou se eu sou anarquista e disse que ano que vem tem show dos Sex Pistols.
  • Fui no almoço. Na hora que estava descendo, Caio perguntou se eu ia sentar pra almoçar com ele. Bruno não quis comer e pareceu estar num daqueles dias agitados, então eu pedi pro João ficar com ele até estagiárias chegarem. Luiz contou algumas piadas, uma até que ousada.
  • Ana Lúcia pediu pra procurar uma aluna e nessa procura encontrei duas matando aula. Não deixei passar depois do que aconteceu nas últimas semanas. Toda semana elas ficam fazendo isso, não podem se acostumar.
  • Em Busca da Glória está muito bom. Senti falta dessa série.
  • Contagem. Refeitório sozinha nos primeiros minutos. Luiz perguntando onde estão minhas parceiras. No próximo, sozinha nos primeiros minutos também. Saí pra pingar colírio e quando voltei Ana pegou biscoito para mim.
  • Prof pedindo xerox de última hora que deu errado porque ao criar folha frente e verso deu ruim. Sobrou pro coitado do Alexandre. Me senti mal.
  • Aula noturna. Éder brincando perguntando se eu não ia entrar pra aula. Me sinto cansada, não parei hoje. Andamos no centro, bem devagar.
  • Comprei bobeira no Franzoni, fui pra casa, assisti um pouco o alanzoka e comprei ingresso da comic con. Estou muito animada.
  • Fui pra casa do Pablo. Altos papos de política.
  • 10: Nada de extraordinário hoje. Minha mãe me contou sobre Alexandre, fiz umas pesquisas de relatos das pessoas que estudaram Letras e passei um tempinho me entretendo lendo as histórias e indicações de livros. Li 20 páginas de Sobre a escrita. Estou fascinada com esse livro, cada página contém uma lição incrível diferente. Com toda a certeza será um livro que me pegarei relendo o tempo todo. Almocei assistindo alguns episódios da segunda temporada de Mindhunter. O dia todo no sofá. Também vi alguns vídeos de pessoas que estudaram letras e anotei os livros recomendados. Fiz uma pausa na série e vídeos do alanzoka e fui fazer bolo nega maluca. Deu vontade. Minha mãe me convidou pra festa da namorada do meu irmão sexta e não é assim que quero passar o feriado, então recusei. Me contou sobre a prisão do ex-prefeito. Nessa falação eterna acabei deixando o bolo passar do ponto, então não ficou macio do jeito que queria, mas comi mesmo assim e deu pra matar um pouco a vontade, de modo que não quis jantar. Fiquei pensando no crush e ainda no porquê dele ter dito o que disse na sexta-feira. Será que pensa que sou fácil demais, boba demais? Detesto me deixar abalar pelas coisas que ele diz e faz, mas é ele, então não consigo evitar. Fiquei pensando também numa crush do facebook e no quanto queria uma companhia feminina, mas não sei nem por onde começar a procurar.
  • 09: Acordei cedo sem querer. Li umas páginas de Sobre a escrita (tem cada lição maravilhosa do King que dá vontade de grifar o livro todo);
  • Fui pras aulas de carro. Esqueci várias coisas, mas já esperava depois de tanto tempo sem aula. Foi divertido! Na volta, ela deixou parar para colher amoras. Foi bem engraçado porque fui na árvore errada e a Inês não parava de ir. Sério, ela ficou rindo um tempão. Malvada.
  • Almocei rapidinho e fui pro Studio da Vittória para combinarmos a tattoo. Ela mediu meu braço e parece que vai ficar bem maior do que eu pensava! É empolgante e assustador ao mesmo tempo. Já não vejo a hora.
  • Aproveitei que estava no centro e passei na Americanas para comprar uma garrafa térmica de água para minha mãe.
  • Cheguei em casa e passei a tarde toda colada no pc. E isso foi bom para mim. É tão gostoso ficar aqui no listography ouvindo música, organizando a vida, pensando no futuro.
  • Como se não bastasse os futuros gastos, inventei de fuçar a loja online da Reversa e me deparei com uma promoção. Não deu outra: comprei camiseta da Carrie, de ícones do horror e Drácula.
  • Não resisti e mandei mensagem para o Luiz indicando uma música que acabei lembrando depois que ele me passou a sua playlist. Ele já conhecia Rotting Christ e me passou uma que considera a melhor. É realmente boa, mas nada supera Santa Muerte.
  • Uma tarde de sábado sem compulsão. Senhoras e senhores, milagres existem. Quero muito melhorar minha alimentação. Consigo correr com regularidade, mas o maior desafio é fechar a boca para os doces. Mas seguirei tentando. O meu lema desde sempre é esse, dando pequenos passos para conseguir ir longe. Pequenos passos para alcançar a grandeza.
  • 08: Estou comendo no café um ovo e uma clara com pão ultimamente para ver se me ajuda a emagrecer. Tem sido bem difícil, mas os pequenos passos ajudam. Espero que não chova hoje, estou a fim de treinar.
  • A mãe de um aluno deixou recado na agenda porque ontem perguntei para ele até que dia eu tinha que pingar colírio. Quando li o recado, nem acreditei. A professora Andreia até riu. O tratamento que ele faz dura 3 anos!!!
  • Lembrei da prof correndo atrás do Caio e dei risada na frente das inspetoras.
  • Fui estagiária mais uma vez e é claro que tive problemas. Um aluno chegou a me machucar com o graveto. Mostrei para a coordenadora e ligaram pro pai buscar.
  • Luiz anda meio esquisito. Não tem ido no lanche das 14h e diz que é porque vê as inspetoras comigo. Mas antes ele ia quando era eu e a Analine... e para ficar mais estranho, fez uma brincadeira/deboche meio desnecessário. "Quer me levar para jantar? Para ouvir música? Me chamar para f*der? Porque com você pode tudo, como você deixa o menino vir aqui?"
  • Era necessário falar isso? Ele está me testando ou gosta de brincadeiras bizarras. Parece que sabe que me afeta.
  • Na hora de ir embora, eu me diverti vendo o Daniel tentando tirar o passarinho da Secretaria. Antes, ele me contou sobre suas tatuagens e o que a gestão anterior achava delas, insinuando até que ele não estaria lá se soubesse delas.
  • Cheguei em casa e me senti cansada de novo e mais uma vez recorri ao açúcar para ficar melhor. Todo dia é sempre a mesma coisa.
  • 07: Mal cheguei e me deparei com outro problema. Chave de professora no meu armário.
  • Conversamos sobre o almoço do Bruno.
  • Miriã faltou e fiquei com uma sala. Foi péssimo. Uma menina se machucou. Chorei na frente da sala. Pior foi a Carmen falando comigo como se fosse a maioral e eu a inútil que não dá conta.
  • Eu e Ana Paula passamos vontade no lanche.
  • Irritada com gente delegando trabalho.
  • Me abri pro Gabriel. Talvez seja possível confiar nele. Vamos ver no que dá. Ele me contou hoje que terminou o namoro.
  • Terminei Sob Águas Escuras. Final surpreendente.
  • 06: Quase que o ônibus não me deixa no trabalho. Ver essas coisas acontecendo com uma empresa nova nem me dá vontade de continuar usando o ônibus.
  • Sob águas escuras finalmente está ficando interessante. O foda é conseguir ler e fazer render. Ou não tenho tempo, e quando tenho, não tenho concentração nem energia. Me sinto cansada o tempo todo e minha auto estima está baixa. Desconfio de que estou doente, mas não consigo nem pensar porquê.
  • Luiz disse que vai conseguir se formar neste ano e estou bem feliz por ele. Tudo era uma questão de comunicação. Quase tudo na vida se resolve assim, parando para pensar. Ele dizendo que a prof do 5 ano achava que ele era gay (e o João também ainda!!) me arrancou umas risadas.
  • Saiu a lista para novos alunos do primeiro, quinto e sexto anos. Já me sinto tão ansiosa pelas coisas que me aguardam em 2020.
  • Quarta eu fico super esquecida das coisas, porque é um dia que quebra a rotina. Esqueci do xerox completamente! Não deixei de fazer, mas fiz em um péssimo horário e espero que não me dedurem pro chefe.
  • Vi a coordenadora conversando com os pais e a aluna do terceiro. Estou ansiosa para saber o que vai acontecer com ela. Espero que as coisas melhorem.
  • Ana Paula me contou sobre Vitória e Felipe. Precisamos ficar de olho neles.
  • Cheguei em casa me sentindo mais cansada do que nunca e meu corpo parecia pedir chocolate para repor as energias. Me arrependi de ter feito isso pois exagerei. A culpa veio, mas ao menos a energia voltou um pouco e pude sair para correr. Rendi quase 3km!
  • Finalmente lavei o cabelo depois da progressiva. Que alívio!
  • Minha auto estima está péssima. Eu só queria ter o corpo que tinha 1 ano atrás.
  • 05: Fui a pé pra autoescola na chuva. E depois ao trabalho. Cheguei molhada da cabeça aos pés, vários alunos me olhando. Ontem até havia considerado a possibilidade de pegar um uber, mas realmente não queria gastar e senti que precisava de exercício também.
  • Ele disse que ia visitar um "sobrinho" que ficou internado e por isso não podia ir. Também contou do desejo de cursar História e talvez Filosofia. Estou torcendo por ele e espero vê-lo após o contrato acabar.
  • Não suporto ficar no mesmo ambiente que o delas. Não por muito tempo. Me sinto bem melhor só.
  • Chefe reclama que fico no celular e depois manda mensagem. Eu e Luiz interpretamos como teste e respondi no almoço.
  • Uma professora vai fazer cirurgia e ficará afastada por um mês. Estou preocupada e ao mesmo tempo creio que tudo ficará bem.
  • Hoje o dia foi lotado de trabalho. Xerox de última hora, além daqueles que já tinha feito para as professoras. Ordenar papéis e ainda ser chamada de portuguesa porque não percebi a ordem errada, servir lanche e acompanhar menino que jogou película no lixo e saber por alguém que ele tem um distúrbio/transtorno que dificulta sua aprendizagem e uma mãe que não aceita e não compreende.
  • Thaís disse que estava mal, mas não respondeu mais. Estou preocupada.
  • Não consigo entender porquê me sinto tão cansada. Estou me alimentando melhor, reduzindo doces aos poucos, mas nenhuma melhora significativa na minha disposição ainda. Preciso voltar a correr e preciso me matricular na academia.
  • 04: Decidi pegar o ônibus mais cedo e aproveitar o tempo livre lendo até dar o meu horário. Não consegui render muito, mas aos poucos vai funcionando.
  • Mais alunos para pingar colírio. Reagiram bem demais para o meu gosto, mas aceitei o trabalho numa boa.
  • Um aluno fez tatuagem na perna. Ele tem 15 anos. Nem sei o que pensar.
  • Alguém elogiou meu cabelo. Não sei por que ele continua fazendo isso. Será que se preocupa comigo? Enfim, o convidei pro bar sábado, mas há pouca garantia de que vai comparecer.
  • Consegui me controlar um pouco na hora do almoço. Comi o necessário e me senti satisfeita.
  • A moça da universidade me explicou os descontos e me senti melhor, menos perdida.
  • Fiquei sozinha no refeitório porque ele estava ocupado dando recado sobre lagartos e organização de caixas. Mas por sorte não aconteceu nada.
  • Conversei com as crianças sobre músculos. Foi legal.
  • Chefe me disse que farei o xerox por meia hora. Foi estranho ele me falar de outra pessoa, mas não me importo mais, desde que não passe dos limites.
  • Aquele aperto de mão na hora da saída. Jesus amado.
  • Ainda me sentindo muito cansada. Chego em casa e não consigo fazer nada.
nov 4 2019 ∞
dec 1 2019 +